/pt/destaque/1016/encontrolatinoamericanodejovensdafamiliasaojose
Congregação das Irmãs de São José de Chambéry | Notícias Gerais

Choose your language:


  • Ghost Slayers Ayashi: Inferno (https://wcostream.cc/m/wyww) Episode 5

    Website https://animekisa.in: Watch Love Tyrant (Dub) animekisa Episode 12 anime

    Website https://animedao.nl: Watch Ginga Nagareboshi Gin animedao Episode 21 dubbed anime

    Corpse Princess: Aka (Dub) (https://animepahe.cc/m/roWK) Episode 13

    Pantip: https://pantip.com/profile/6537969#topics

    Vi gravatar: https://vi.gravatar.com/gogoanimebe

    Notícias Gerais

    16 de Ago, 2021 | Encontro Latino-Americano de jovens da Família São José

    Encontro Latino-Americano e caribenho de jovens da Família São José

    Tema: Entrelaçar sonhos, abraçar a Vida

     

    Participar dos encontros formativos Latino-Americano e caribenho de jovens da Família São José está sendo uma excelente oportunidade de aprofundarmos nossas leituras, de trocarmos informações, de compartilharmos ideias e de juntos construirmos conhecimento sobre as temáticas diversas.  Os temas de cada encontro nos instigam a refletir enquanto seres humanos, percebendo como está sendo o nosso papel no mundo, os valores que carregamos, como estamos estabelecendo as nossas relações e que sentido atribuímos para tudo isso.

     

     

    A dinâmica proposta nos encontros, primeiramente, nos proporcionou o prazer de escutar as palavras de Padre Simón Pedro, monge Beneditino.  Suas palavras por meio de diferentes termos, nos conduziu a reflexão e aprofundamento do pensamento sobre a encanação de Deus e as fragilidades humanas, bem como convidou a sonhar com José, e assumir a missão que Deus confia a cada um. 

     

    Depois das colocações tivemos a oportunidade de nos reunir e interagir em pequenos grupos e discutir questões. Esses foram momentos enriquecedores, pois através da fala e da escuta do outro fomos construindo as nossas respostas a partir do que o grupo refletia. Os grupos são formados da diversidade e assim criamos comunhão e estamos em unidade.

     

    Nesse sentido, a releitura que fazemos dessa experiência, nos dois encontros que participamos, contribui e traz sentido a nossa caminhada de fé. Sentimos que somos conduzidos à luz da espiritualidade das Irmãs de São José, que nos convida a refletir como estamos tecendo as relações neste momento de nossas vidas. Diante disso, fomos provocadas a tomar consciência de Deus próximo, ou seja, um Deus relação, que se revela na unidade da Santíssima Trindade.  Toda a pessoa necessita desenvolver uma unidade, relacionando-se consigo mesma, com os outros, com o mundo e com Deus, a partir de uma espiritualidade. A espiritualidade faz parte da natureza humana, pois cada dia é uma oportunidade única para sentir o pulsar da vida e para agradecer e contemplar a criação.

     

     

     

    A temática do primeiro encontro foi nos envolvendo neste mistério da Trindade, que desafia e questiona as nossas projeções e os nossos projetos. A espiritualidade está ligada a experiência que se dá na Palavra que se fez carne e habitou entre nós, ou seja, conecta com o mais profundo e sagrado que se tornou vida em mim. Esse processo nos permite pensar e nos educa como um todo, no encontro com a revelação da Boa notícia, descobrimos a vulnerabilidade de Deus, que age no esvaziamento de si, sendo ponte entre as nossas carências e as dos outros.

     

    Neste sentido, refletimos a respeito das relações, pois no dia a dia convivemos com muitas pessoas, algumas por um tempo mais longo, outras por um tempo mais breve. Com algumas possuímos mais afinidades e com outras nem tanto, contudo é importante percebermos que a vida humana vai se desenvolvendo sempre na relação com os outros e forma um círculo de relações. Essa é uma arte que deve ser ensinada desde o ventre materno, na família. Depois, se expande na escola, na vida social, religiosa, política e em todos os campos de extensão da vida, já que a convivência é uma necessidade afetiva que está dentro do ser humano.

     

    Outra temática abordada por padre Simón Pedro foi Viver a Encarnação, fazendo-nos refletir sobre esta experiência que é acreditar que um mundo humanizado e ressuscitado é possível. Constrói-se uma nova humanidade a partir das comunidades de fé inculturadas que necessitam da presença de leigas/os comprometidas/os, de consagradas/os que se colocam a serviço da unidade e sacramentam a presença do Senhor ressuscitado, cabeça da Igreja e primícias da nova humanidade.

     

     

    O que impulsiona é o dinamismo interior que nasce da experiência pascal, da contemplação dos mistérios da Trindade, da Encarnação e da Eucaristia. O mistério da Encarnação torna Deus presente no mundo. Na Encarnação Jesus é a revelação, por excelência, do amor de Deus Pai-Mãe.  Assim, fez-se humano e armou sua tenda na história humana, anda com o seu povo, sendo Palavra Viva de Deus, trazendo em seu agir a esperança da Boa Nova, resgatando os que eram excluídos da sociedade para se tornarem participantes da Civilização do Amor e para criar espaço de vida para todos.

     

    José é o homem que por meio da dúvida rompe a lógica patriarcal, priorizando o cuidado com a vida, se distancia do legado da lei judaica e nesse rompimento vai descobrir a novidade tecida no coração de Deus que vai sendo conduzida pelo Espírito Santo no caminho trilhado de conversão na fé. Essa presença de José, silenciosa vai nos ensinando o grande valor da contemplação que se dá nos pequenos momentos e ações cotidianas no encontro com o próximo e com Deus.

     

    A trajetória de São José, ganha sentido na acolhida e vivência do mistério, que certamente não foi de assimilar. Os caminhos recheados de surpresas e obstáculos que fez José e Maria sentirem na pele a fragilidade e a vulnerabilidade do que é estar à margem desde muito cedo, os excluídos dos espaços onde a lei tem maior valor que a vida. Essa experiência vai fortalecendo o vínculo de reciprocidade e de cuidado um pelo outro.

     

     

    Somos convidados a assumir a mesma responsabilidade de José, de sermos cuidadores do sonho de Deus, com coragem criativa, dando respostas aos apelos da realidade, colaborando com o mistério de Deus Relação de amor e cuidado mútuo.

     

    Os dois primeiros encontros aconteceram nos dia 31 de julho e 07 de agosto. Entre os dois encontros, mais de 100 pessoas participaram. De Chambéry/Pinerolo, foram 40 participantes (8 irmãs, 32 leigos/as). Outros dois momentos estão previstos para os dias 28 e 29 de agosto.

     

    Cleide Martins e Sabrina Ribeiro, colaboradoras do Colégio São José de Pelotas/RS

    Comentários: