• Testemunhos

    09 de Abr, 2018

    Irmã Maria Erica Caimi


      Ir. Maria Erica entrou aos 13 anos com as Irmãs de São José em Garibaldi, no Sul do Brasil e  trabalhou na farmácia do hospital psiquiátrico São Pedro por 26 anos.

    Hoje com 99 anos realiza pequenos serviços na comunidade e vai ao bairro realizar trabalhos pastorais todas as quartas feiras. Neste bairro junto ao povo ela procura ser uma presença, dar uma palavra de conforto para as mulheres, em especial as mais sofridas. “Há muito sofrimento no meio do povo” ela diz. “Visito as famílias, vejo se os doentes estão recebendo comunhão...” Ela vai ao bairro de carro com uma senhora. Até 2017 ia de ônibus. O bairro onde se dedica já há quase 20 anos foi construído pela prefeitura em mutirão para alojar os pobres. As Irmãs desde o início deram apoio as pessoas ajudando-as a exigir seus direitos

    “Ajudo naquilo que posso, financeiramente não posso, tem gente muito pobre, miserável. Na Igreja não tem muita gente que se envolve, as missas são de noite não dá pra ir porque é perigoso. Estou muito preocupada com aquele povo quando me lembro, eu chorava com eles...” Expressa Ir. Maria Erica

    Recebeu o título de Mulher Vacariense pelos seus trabalhos realizados na Cidade de Vacaria /RS  em especial nos bairros mais pobres, com as mulheres, crianças e famílias. Recebeu como homenagem também o nome dela em uma escola infantil. Pelo bem que fez e a presença que marca. Ela sempre diz que não é ela é a Congregação que está sendo homenageada.




    Compartilhe:


    Envie seu comentário!

    *Campos marcados com  barra são de preenchimento obrigatório.
    Leia também: