• Notícias Gerais

    28 de Fev, 2019

    Irmã Sally e o encontro no Vaticano sobre a Proteção de Menores na Igreja


     Queridas Irmãs,

    Obrigada pelas orações pelo encontro sobre a Proteção de Menores na Igreja realizado no Vaticano. Como vocês sabem, esta é uma situação crítica para a nossa Igreja Global. Certamente, alguns países têm lidado com essa questão horrível há 30 anos ou mais e outros estão admitindo que têm esse problema em seus países. Mas o foco principal deve sempre estar no acompanhamento das vítimas que tiveram sua vida e a própria identidade tiradas através do abuso que sofreram nas mãos do clero, a quem achavam que poderia ser confiável.

    Vocês podem ler ou ouvir as apresentações online, então não vou repetir o que disseram. Em vez disso, compartilharei o que a experiência foi para mim e para os outros durante os últimos quatro dias.

    A reunião começou na manhã de quinta-feira, 21 de fevereiro, com todos nós, os 192 participantes, ouvindo cinco vítimas sobreviventes de abuso sexual por meio de fitas de áudio. Sua honestidade e sua dor soaram com muita clareza. Também ouvimos 3 vítimas corajosas que vieram e falaram conosco pessoalmente em dias diferentes durante a nossa oração diária de encerramento de 30 minutos. Essas oito pessoas pediram que a Igreja mudasse a forma como recebiam as vítimas e escutassem e caminhassem com elas. Outros nos disseram que o abusador havia roubado sua Igreja, seu lar e seu relacionamento com Deus. Foi uma experiência abençoada e desgastante para nós ouvirmos essas vítimas sobreviventes. Nós nunca saberemos realmente a profundidade de sua dor, mas tendo ouvido e visto um vislumbre disto, nunca poderemos ser a mesma. Isso foi especialmente importante para os bispos que não tiveram tempo para sentir a dor das vítimas sobreviventes ou que ainda não tiveram um caso para ouvir. Essas experiências, as apresentações e discussões em grupo é o que esperançosamente ajudará a levar alguns bispos a agir de maneira mais rápida e responsável.

    Sim, aqueles bispos que não removeram os sacerdotes do ministério ou encobriram as alegações são culpados, mas qualquer outro padre, Irmã ou leigo que viu ou sentiu algo errado e não o trouxe para a Igreja ou para as autoridades civis também são culpados. Todos nós devemos ser proativos ao relatar qualquer coisa que vimos ou vemos e ser uma presença fiel às vítimas de abuso pelo clero.

    Também fiquei comovida com a preocupação expressa por alguns Cardeais, pela saúde emocional e mental dos bispos que precisam lidar com esses casos e com a culpa que lhes é atribuída, embora possam não ter sido o bispo na época do encobrimento no passado. A dor de alguns desses bispos não está nem perto do mesmo nível da dor das vítimas sobreviventes, mas é um aspecto dessa crise que não é mencionado com frequência. Recomendamos também mais recursos e treinamento para os bispos que devem estar preparados para agir com responsabilidade nesses assuntos

    Encorajo todas vocês, se ainda não o fizeram, a ler as apresentações durante esses três dias e as reflexões do Papa Francisco na abertura do encontro e na Missa de encerramento. Juntas, possamos ser vigilantes em nos mantermos e aos bispos encarregados da responsabilidade em seguir as diretrizes com compaixão e justiça de maneira oportuna.

    Por favor, orem todos os dias por todos os sobreviventes e suas famílias.

    Com amor,

    Irmã Sally





    Compartilhe:

    Galeria de Fotos


    Envie seu comentário!

    *Campos marcados com  barra são de preenchimento obrigatório.
    Leia também:
  • 22 de Mai, 2019

    Missão em Pilzen, República Tcheca, comemora a conclusão de seu trabalho missionário


      No sábado, 18 de maio de 2019, a Igreja de Pilzen, República Tcheca, reuniu-se para celebrar e agradecer às Irmãs Gisela Heitz e Jaya Mathew pelos ... leia +
  • 29 de Abr, 2019

    Noviças haitianas


    Em fevereiro deste ano duas jovens haitianas: Djhoulise Métellus e Yolecie Auguste (da Congregação de São José Vallier) celebraram a entrada para a... leia +
  • 28 de Abr, 2019

    Gestão Contemporânea


      Gestão é uma atividade comum a todos os seres humanos que estejam com um funcionamento suficiente de suas faculdades mentais, psicológicas e emocio... leia +
  • 19 de Abr, 2019

    Aleluia! Este é o dia em que Javé agiu: exultemo-nos e alegremo-nos com ele. (Sl 118)


      Queridas Irmãs, Leigos e Leigas, Amigos e amigas, Bênção Pascais a cada um e a cada uma de vocês! Nós olhamos para um túmulo vazio, um que er... leia +
  • 18 de Abr, 2019

    Formadas por Jesus para dar pés aos sonhos


     Irmãs de São José de Chambery, oriundas de diversas partes do mundo, participaram  da Sessão Internacional para Formadoras dos dias 1 a 14 de abril... leia +
  • 27 de Mar, 2019

    Chamada, escolhida e enviada em missão ...


       A vinda de jovens indianas à França para responder ao chamado à vida religiosa, envolveu toda a nossa congregação. Portanto, é justo que toda a co... leia +
  • 17 de Mar, 2019

    Memória dos meus 16.425 dias seguindo Jesus Cristo. Port/Esp


    Madina Moroña Suárez. Nacida en San Joaquín el 10 de mayo de 1973 – Profesión de los Primeros votos: 27 de febrero de 1994 Eu tenho a idad... leia +
  • 17 de Mar, 2019

    Festa de São José


       Março de 2019 Queridas Irmãs, Leigos e Leigas do Pequeno Projeto e amigos/as, “… depois de ter pensado nisso, apareceu-lhe um an... leia +
  • 07 de Mar, 2019

    8 de março, DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES


    Queridas Irmãs, Leigas e Leigos do Pequeno Projeto e Amigos, O caminho para o reconhecimento da dignidade e dos direitos das mulheres é talvez a ma... leia +
  • 22 de Fev, 2019

    Vivência Intercultural: Entrar no universo cultural do outro


     Hoje, todos nós vivemos num mundo cada dia mais conectado. Cada vez mais, vamos nos apropriando de meios e recursos tecnológicos diferentes, simple... leia +