Escolha seu idioma:
Choose your language:
Seleccione su idioma:
Scegli la tua lingua:
Choisissez votre langue:
  • Províncias/Regiões

    01 de Jul, 2015

    República Tcheca: Ano da Vida Consagrada


    1. O que significa para você viver a Vida Consagrada?
    A essência da Vida Consagrada, para mim, é viver e cultivar os dons preciosos da fé e da vocação que Deus, generosamente, me deu. Cada dia eu cresço na amizade com Jesus Cristo e encontro nele a minha alegria, satisfação e a plenitude da vida. Encontro fecundidade espiritual em seguir os seus passos e em partilhar a sua missão de fazer conhecida a Boa Nova do Reino de Deus de que todas as pessoas são filhas de um único e mesmo pai. A vida, o amor e a missão de Jesus Cristo me fascinam. Minha vida consagrada é, portanto, o meu modo de ser como Cristo e de estar enraizada nele que é meu Caminho, minha Verdade e minha Vida. 



    2. Como foi a sua vocação?
    Venho de uma família onde Deus, a oração diária, a vida dos santos e a história dos missionários faziam parte da vida diária. Fui profundamente influenciada por esta atmosfera espiritual e naturalmente, desde minha infância, senti grande atração e um desejo secreto de ser missionária, de viver para Deus e de passar minha vida no serviço dos filhos de Deus menos privilegiados. Partilhei meus sonhos e desejos com minha mãe e ela me encorajou a rezar para a Virgem Maria, o que eu fiz com muita fé. À medida que crescia, meu desejo também cresceu junto comigo e se tornou uma força irresistível que me fez deixar minha casa e minha família. Eu não tinha uma ideia clara de para onde Deus estava me chamando e me conduzindo. Na minha busca procurei o conselho das pessoas que me entendiam. Falei com minha tia que é religiosa e, é claro, ela ficou encantada e desejou que eu seguisse o seu caminho. No início, pensei que fosse uma grande ideia ficar com ela. Mas o meu coração continuava sem sossego e sabia que Deus tinha planos diferentes para mim. Na minha oração eu pedi à Virgem Maria que me ajudasse e ela me conduziu para as Irmãs de São José. Desde o primeiro momento que entrei em contato com as Irmãs, meu coração ficou calmo e eu soube que este era o lugar para onde Deus estava me chamando e queria que eu ficasse.

    3. Como a sua comunidade vive o carisma específico da sua Congregação?
    Nosso carisma é viver a comunhão com Deus e com o próximo. Somos chamadas pelo nosso Fundador, Pe. João Pedro Médaille, SJ (1610 – 1658) a nos dedicarmos a todos os tipos de serviços que as mulheres são capazes de fazer, respondendo às necessidades espirituais e materiais do tempo. Um lugar preferencial para viver nosso carisma são as periferias da Igreja e da sociedade. Isto é o que fazemos quando visitamos os doentes em nossa vizinhança e nos hospitais. Damos o nosso tempo e a nossa atenção aos que têm fome deles. Oferecemos a nossa amizade, oração e presença aos idosos e aos jovens que estão doentes e sozinhos, famílias de estudantes e dos pacientes em situações de crise. Num espírito ecumênico, trabalhamos junto com os outros cristãos e rezamos para a unidade dos cristãos. Tocamos as vidas dos que não partilham a nossa fé nos nossos ministérios diários de educação e de cuidados de saúde. Com frequência, os que buscam Deus nos procuram para orientação espiritual e para oração. Encontramos pessoas que nos confiam as suas tristezas e sofrimentos e pedem que intercedamos por eles, o que fazemos fielmente. Regularmente partilhamos a Palavra de Deus na comunidade e com as pessoas de fora. O modo inaciano de “encontrar Deus em todas as coisas” é uma orientação para a nossa vida diária. Como seguidoras da espiritualidade inaciana, costumamos rever a nossa vida diária, o que nos mantém em contato com a realidade na qual encontramos Deus, as outras pessoas e a nós mesmas. Tudo para a glória de Deus.

    Irmã Celine Kalathoor




    Compartilhe:


    Envie seu comentário!

    *Campos marcados com  barra são de preenchimento obrigatório.