• Comissões Internacionais

    01 de Ago, 2013

    Enfermagem: Justiça para a Auxiliares


    Em 1945, foi criada a Escola de Auxiliares de Enfermagem São José, a primeira no Brasil. Ela foi criada à revelia da Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn) que não aceitava o “padrão médio” no processo de profissionalização da Enfermagem. Tinha, como campo de estágio, uma Enfermaria Escola com 40 leitos da Santa Casa de São Paulo. No começo, havia dificuldades com os médicos, mas, aos poucos, eles começaram a reconhecer a diferença da nova enfermagem. A Provincial, nesse tempo Madre Jacinta da Silva, tentava em vão aprovar o Curso no Ministério da Educação, para as alunas terem o registro oficial dos Certificados. Sem aprovação, a Escola foi fechada de outubro de 1948 a 1950.

    Nesse tempo, a Santa Casa de Campinas, com apoio de Irmã Jacinta, se preparava para fundar uma Faculdade de Enfermagem. Alegando ter mais direito a uma Escola de Enfermagem, a Santa Casa de São Paulo tentava demover a Mesa Administrativa de Campinas de sua proposta. Nada conseguindo, reivindicaram a Madre Jacinta a Escola de Enfermagem para eles. Madre Jacinta respondeu: “Se conseguirem aprovar o curso de Auxiliares de Enfermagem (Padrão Médio), nós reabriremos a Escola”.

    A Santa Casa de São Paulo era uma potência e sua Mesa Administrativa tinha grande influência no Ministério e no Governo, via maçonaria. Com sua intervenção, em poucos meses, o Curso de Auxiliares de Enfermagem foi aprovado pelo Ministério da Educação, à revelia da ABEN e da USP. E logo recomeçou a funcionar.

    Ir. Rosa Guedes
    Província de São Paulo/Brasil





    Compartilhe:

    Galeria de Imagens


    Envie seu comentário!

    *Campos marcados com  barra são de preenchimento obrigatório.
    Leia também:
  • 05 de Out, 2018

    Trabalhadores Migrantes: Uma Experiência Ásia-Pacífico


    A recente Conferência Regional sobre Trabalhadores Migrantes com realidades asiáticas foi a terceira na série de reuniões que trataram das questões ... leia +
  • 19 de Ago, 2018

    Declaração como Corpo Congregacional sobre a Nicaragua


      Condenar a violência em curso na Nicarágua Solidariedade e Desejos de Paz na Nicarágua. Nos últimos meses o povo da Nicarágua tem sido ví... leia +
  • 11 de Ago, 2018

    Encontro Internacional da Comissão de Comunicação


    Comunciadoras de Esperança Profética  A Comissão Internacional de Comunicação da Congregação está reunida em Garibaldi de 08 a 13 de agosto para o ... leia +
  • 24 de Jun, 2018

    PROJARI, uma experiência de comunicação construtora da paz


     A Associação Beneficente São José, entidade das Irmãs de São José, através do projeto PROJARI, desenvolvido há 31 anos na cidade de Guaíba-RS/Brasil,... leia +
  • 03 de Abr, 2018

    Diálogo Internacional sobre Migração


     Os Estados membros das Nações Unidas têm estado em conversações e negociações recentes sobre o Pacto Global para uma Migração Segura, Ordenada e Regu... leia +
  • 28 de Fev, 2018

    Pobreza multidimensional abordada na ONU


     Com o foco no SDG 1 (Fim da pobreza em todas as suas formas em todos os lugares), o tema da 56ª Comissão de Desenvolvimento Social deste ano (29 de j... leia +
  • 19 de Dez, 2017

    Declaração Universal dos Direitos Humanos


     Em 11 de dezembro, eu estava na ONU, em Nova York, para o início de uma campanha de um ano para marcar o 70º aniversário da Declaração Universal dos ... leia +
  • 20 de Nov, 2017

    Migrantes e a ONU


     Durante a minha presença mais recente na ONU, em Nova York, em 2 de novembro, ouvi o Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados dirigir-se ... leia +
  • 19 de Out, 2017

    CARTA ABERTA


     CARTA ABERTA DA CONGREGAÇÃO DAS IRMÃS DE SÃO JOSÉ DE CHAMBÉRY   “Justiça e Paz se abraçarão” (Sl 85,11). “Eu vim para que todos/... leia +
  • 27 de Abr, 2017

    JPIC: Pinta-nos com a cor da carne


     O ser humano que somos é a revelação de Deus a ser descoberta e construída. Ele se encarna para que o nosso corpo assuma a cor de Sua carne, que noss... leia +