Escolha seu idioma:
Choose your language:
Seleccione su idioma:
Scegli la tua lingua:
Choisissez votre langue:
  • Conselho Amplo 2017

    25 de Jul, 2015

    A Encíclica “Louvado Sejas” e as Decisões do Capítulo Geral de 2009


    O texto da encíclica Louvado Seja, publicado oficialmente em 18 de junho de 2015, no Vaticano, atualiza neste momento histórico uma de nossas decisões tomadas no Capítulo Geral de 2009, “Viver um estilo de vida ético, contrapondo-nos ao consumismo e a tudo o que fere o ser humano e a integridade da Criação”. Ele também nos desafia a respeitar todas as formas de vida: natural e humana. 
     
    Nós, Irmãs de São José, e todos os cristãos somos interpelados pelo Papa a proteger e a defender o meio ambiente e os seres humanos que nele habitam cientes de que as escolhas que fazemos ou deixamos de fazer impactam o planeta e todos os seres vivos. As escolhas que fazemos revelam a qualidade de nosso amor a Deus. Seria contraditório dizer que amamos a Deus se não amamos e cuidamos aquilo que Deus criou e pediu que fôssemos salvaguardas. 
     
    Segundo a encíclica, o Cântico das Criaturas é a expressão do estilo de vida de São Francisco de Assis. É um hino à vida em todas as suas formas e manifestações. São Francisco propagou um relacionamento harmonioso com toda a criação, especialmente com o auge da atividade criativa de Deus, a humanidade. É esta relação especial que inspira o Papa em seu incansável trabalho pelos pobres e fragilizados, pela paz e reconciliação, pelo respeito e cuidado do planeta, nossa casa comum. Ele, também, acena para a dimensão profética que emerge da comunhão, isto é, de estar em comunhão com Deus, com os outros, consigo mesmo e com o universo criado. A Encíclica do Papa Francisco desafia a toda nós e aos cristãos em geral a simplificar o nosso estilo de vida, a nos despojar de nós mesmos, ideias e concepções, e nos desapossar de tudo o que não é necessário, a fim de redescobrir a beleza que Deus colocou em nós, em cada ser humano e em cada coisa criada. Todos são chamados e convocados pelo Papa Francisco a viver uma solidariedade sem limites. Uma solidariedade que se traduza em ações concretas se quisermos contribuir com o emergir de uma nova abordagem de cuidado da vida do planeta e da humanidade. Todos nós, cristãos e não cristãos podemos rever nosso estilo de vida. Podemos praticar pequenas ações que podem fazer a diferença a curto, médio e longo prazo. Podemos, por exemplo, cuidar do uso da água e da energia, utilizar menos plásticos e detergentes prejudiciais ao meio ambiente, reciclar o papel e o lixo, com consciência e responsabilidade, cuidar dos alimentos e das sobras. As sobras que jogamos fora podem estar faltando na mesa do pobre, que hoje tem muitos rostos. Tudo o que escolhemos fazer ou deixar de fazer terá um impacto na vida do Planeta e dos seres que nele habitam. 
     
    Ieda Tomazini
     




    Compartilhe:


    COMENTÁRIOS
    Ericka
    06/10/2015
    Muchas gracias Hermana, muy bueno


    Envie seu comentário!

    *Campos marcados com  barra são de preenchimento obrigatório.