Escolha seu idioma:
Choose your language:
Seleccione su idioma:
Scegli la tua lingua:
Choisissez votre langue:
  • Conselho Amplo 2017

    30 de Mar, 2015

    Ele não está aqui! Ressuscitou! (Lucas 24,6)


    As mulheres, antes mesmo de o dia amanhecer, puseram-se a caminho para cuidar do corpo de Jesus e levaram consigo perfumes por elas mesmas preparados. Foram ao encontro de Jesus, mas ele não estava lá. Como dissera, havia ressuscitado. O medo e a incerteza foram superados com o anúncio alegre e radiante dos mensageiros de Deus: “… Ele não está aqui! Ressuscitou!”. A notícia trouxe-lhes à lembrança tudo o que Jesus lhes havia dito. E, entusiasmadas, não permaneceram ali. Partiram para anunciar aos discípulos e a todos os que encontravam a grande notícia. Muitos creram, alguns duvidaram e outros não compreenderam. As mulheres, no entanto, mesmo sem ter visto, anunciavam que Jesus, o Filho de Deus, tinha ressuscitado e estava vivo, conforme prometera. Ninguém podia conter a alegria que as havia contagiado.

    O entusiasmo das mulheres ao anunciarem a ressurreição de Jesus provocou uma mudança de atitude nos discípulos e discípulas de Jesus que estavam fechados, temerosos e desencorajados. Eles abriram as portas e saíram. Saíram de suas zonas de conforto, deixaram para trás as inseguranças, medos e incertezas. Eles abriram não só as portas físicas do cenáculo onde se encontravam, mas também dos esquemas mentais que os libertaram das expectativas de um messianismo triunfante e glorioso. Jesus ressuscitou, Ele está vivo! As mulheres, pela partilha da experiência de fé e pela convicção do anúncio do grande acontecimento pascal, despertaram o mundo e provocaram mudanças de atitudes.

    Nós, que celebramos o mistério da ressurreição a cada ano, o que anunciamos? Estamos também circundados/as por zonas de conforto que nos impedem de sermos mais generosos/as, mais gratuitos/as, mais solidários/as? A nossa vida de fé contagia as pessoas com quem convivemos ou nos relacionamos?

    A vida cresce quando é dada aos outros, diz Papa Francisco, e enfraquece quando se isola ou busca o conforto. Aqueles que mais apreciam a vida são aqueles que deixam as seguranças para trás e se entusiasmam com a missão de comunicar vida aos outros.

    Que nesta Páscoa, o encontro com Jesus Ressuscitado desperte em nós o entusiasmo e o desejo de aprofundar a vida cristã e de viver com maior autenticidade a fé no Cristo Ressuscitado.


    Feliz Páscoa!
     
    Com carinho e gratidão,
    Ir. Sally Hodgdon
    Ir. Clementina Copia
    Ir. Ieda Tomazini
    Ir. Philomena Pazhuruparambil




    Compartilhe:


    Envie seu comentário!

    *Campos marcados com  barra são de preenchimento obrigatório.